Postado em 21 de Abril de 2019 às 17h44

OSTEOPOROSE EM HOMENS

  • Dr. Márcio Telesca – Especialista em Cirurgia de Coluna -

Doença óssea caracterizada pela perda gradual da massa e sua resistência, é comumente associada a mulheres após a menopausa.

No entanto nos homens, a busca de indícios dessa doença não é tão rotineira como em indivíduos do sexo feminino e consequentemente o que temos como primeiro evento é já a ocorrência de uma fratura.

Alguns dados chamam a atenção em relação ao sexo masculino:
- Cerca de 5% acima dos 50 anos preenchem critérios de osteoporose e 40% de osteopenia;
- Cerca de 15% desses indivíduos apresentarão algum tipo de fratura relacionado a doença;
- Nos que apresentam fraturas, o índice de mortalidade é mais alto do que nas mulheres.

Dentro do espectro da doença, temos a relacionada ao próprio envelhecimento e a secundária, onde outras patologias e certas substâncias ou medicamentos estão implicadas na sua ocorrência.
O que devemos saber
É uma doença silenciosa: quando existe dor normalmente já existem fraturas presentes, mais comumente nas vértebras.

A investigação quanto ao uso de medicações, doenças crônicas, hábitos de vida, antecedentes familiares e pessoais auxiliam o profissional atento a identificar importantes fatores de risco associados, além dos exames que devem ser rotineiramente realizados.

Terapia de Reposição de Testosterona e Densidade Óssea(TRT)

  • Dr. Márcio Telesca – Especialista em Cirurgia de Coluna -

É indicada para um amplo número de condições clínicas associadas a baixa do hormônio, incluindo a baixa massa óssea.

IMPORTANTE: Antes de indicá-la, o profissional deve procurar também indícios de situações que podem contraindicar o uso e também outros recursos medicamentosos devem ter sido tentados e não ter havido uma resposta inadequada.

Em alguns estudos, homens osteoporóticos submetidos ao TRT demonstraram ter aumento da densidade óssea, embora esta não atinja níveis normais de homens jovens. Apesar desses e de outros resultados positivos, há uma falta de estudos de longo prazo e em larga escala sobre a eficácia do TRT na osteoporose e outras condições.

Os homens que optam por se submeter ao TRT podem ser monitorados por seus médicos para melhora dos sintomas e descontinuá-lo se não houver melhora, devido aos efeitos ainda desconhecidos do TRT em longo prazo.

Dicas importantes:


Dieta e nutrição: devemos buscar adequada ingestão de cálcio e vitamina D, bem como evitar alimentos com excesso de sódio, cafeína ou proteína, o que pode reduzir a absorção de cálcio.

Uso de nicotina e abuso de álcool: evitar o uso de nicotina e reduzir o número de bebidas alcoólicas a um nível mais moderado é um passo importante para preservar a saúde dos ossos.

Exercício: realizado com cargas, aumentarão a resistência óssea e muscular promovendo um bom equilíbrio e assim evitando quedas.

Acompanhamento médico regular: permitem monitorar a condição e o progresso do tratamento, bem como ajustes necessários.

  • Dr. Márcio Telesca – Especialista em Cirurgia de Coluna -
  • Dr. Márcio Telesca – Especialista em Cirurgia de Coluna -

Veja também

OSTEOPOROSE SECUNDÁRIA20/10 Embora a osteoporose primária pós-menopausa seja de longe o tipo mais comum, a perda de massa óssea através de outros mecanismos pode se dar de várias outras formas. Essas causas secundárias podem ser encontradas em 2/3 dos homens que apresentam a doença e em mulheres em mais de 50% em idade pré-menopáusicas e 20% das pós-menopáusicas que......
OSTEOPOROSE E SARCOPENIA18/10/17 A osteoporose é uma doença associada ao envelhecimento do organismo e dada a maior longevidade obtida através dos avanços da medicina no tratamento de outras doenças, cada vez mais esta condição tem sido......
TUMOR MALIGNO NA COLUNA12/05/19 Condição de extrema gravidade, pois indica progressão da doença, é vista em cerca de 40% dos pacientes com diagnóstico de câncer em algum outro órgão. O esqueleto é o 3º local mais......

Voltar para Blog