Postado em 22 de Abril de 2018 às 22h02

NEUROESTIMULADORES PARA DOR CRÔNICA

  • Dr. Márcio Telesca – Especialista em Cirurgia de Coluna -
  • Dr. Márcio Telesca – Especialista em Cirurgia de Coluna -

Apesar da cirurgia de coluna, quando bem indicada, ser uma excelente alternativa para o tratamento das patologias da coluna, eventualmente alguns indivíduos não obtém resultado que lhe traga alívio satisfatório.
Isso deve-se a uma série de fatores e mesmo procedimentos corretamente indicados e executados podem ter esse desfecho.
Há diversas medicações que podemos utilizar nessas circunstâncias, não sendo o escopro deste tópico. Mas isto também não é isento de efeitos colaterais, pois todas as substâncias que utilizamos serão em última análise eliminadas via renal ou hepática e o uso contínuo pode acarretar problemas nestes órgãos a longo prazo.
Uma alternativa viável e quando realizada com o critério adequado traz um importante melhora na qualidade de vida dos pacientes é o uso de neuroestimuladores ou como alternativa “bombas” de liberação de analgésicos. 

Sua implantação é feita através de uma pequena cirurgia, onde inserimos entre o arcabouço ósseo da coluna e a própria medula um dispositivo programável que emitirá impulsos elétricos no caso do neuroestimulador, possibilitando um alívio significativo da queixa e minimizando grandemente o uso de farmacoterapia, diminuindo a longo prazo repercussões sobre órgãos.
Outra excelente opção são as bombas de medicação: consistem de um dispositivo onde também realizamos um pequeno procedimento, com a implantação de um cateter no espaço medular e de acordo com o tipo de sintomatologia apresentado: dor, espasmos musculares, etc liberamos de forma pré-programada a medicação diretamente sobre a medula. A grande vantagem desta técnica sobre o uso oral das mesmas medicações é que são usadas doses muitíssimos menores, reduzindo assim o risco de paraefeitos e toxicidade nos órgãos responsáveis por sua eliminação.

  • Dr. Márcio Telesca – Especialista em Cirurgia de Coluna -
  • Dr. Márcio Telesca – Especialista em Cirurgia de Coluna -

Vale frisar que há indicações muito claras onde tais implantes são utilizáveis e necessita-se uma rigorosa colaboração e cuidados por parte do paciente, pois se estes cuidados não são observados podem haver consequências sérias.
Também não deve ser visto como uma cura milagrosa, mas como uma alternativa em circunstâncias específicas e que podem melhorar a qualidade de vida do doente de forma substancial e que a estrita colaboração entre o profissional e o doente é de suma importância quando esses métodos são empregados.
 

Veja também

Dor na região do quadril em praticantes de atividade esportiva27/07/17 Tudo em medicina está conectado, sempre devemos ter esse princípio em mente. As pessoas podem apresentar mais de um motivo para queixa ao mesmo tempo. Assim, nós devemos pensar em todos eles quando lidamos com o problema. Toda uma série de problemas pode afetar os quadris: - alterações intra-articulares como lesões condrais e cápsulo ligamentares; -......
DOR MUSCULAR APÓS EXERCÍCIO01/06/19 É uma das condições mais frequentes em qualquer pessoa que pratica ou está iniciando uma atividade física regular. A sigla em inglês DOMS, de Delayed Onset Muscle Soreness, será usada durante o restante desta......
LESÕES MUSCULARES14/01/18 O incentivo a um estilo de vida mais ativo é algo que sabidamente diminui riscos de diversas doenças comuns a fase adulta e terceira idade, tais como doenças cardiovasculares, hipertensão, etc. Podendo ocorrer tanto nas......

Voltar para Blog